ポルトガルのポルトガル語とブラジルのポルトガル語の違い


スポンサードリンク

Por exemplo, na página principal aparece em vários sítios a palavra "projecto". Esta palavra está escrita na norma seguida em Portugal e na África. No Brasil, escreve-se "projeto", omitindo a letra "c". Qual das duas versões está correcta? Ambas.

Simplesmente uma versão é usada no Brasil e outra em Portugal, África e territórios asiáticos. Como acontece nas outras grandes línguas internacionais, não existem versões superiores ou inferiores: são apenas diferentes. Por isso, não veja algo que não está escrito no seu português como incorrecto apenas por isso.

Uso de consoantes mudas (ou pronunciadas) em Portugal, Galiza e África. O "c", o "p" e o "n" são muitas vezes sons mudos em português quando antecedem outra consoante. No Brasil, como não são pronunciadas na linguagem padrão foram eliminadas da escrita. Assim, enquanto que em pt-PT se escreve "acção", "baptismo", "óptimo", "Egipto", "Neptuno" e "connosco" (nos dois últimos exemplos, as consoantes são pronunciadas em pt-PT, ao contrário do que acontece em pt-BR); no Brasil escreve-se "ação", "batismo", "ótimo", "Egito", "Netuno" e "conosco". Mas nem todas as palavras seguem esta regra: "corrupção" e "intacto" (entre outras), por exemplo, mantêm as suas consoantes também no pt-BR, já que elas são pronunciadas. É importante ressaltar que no Brasil certas palavras de origem que perderam sua consoante muda, tais como "exceção" (pt-PT: "excepção") têm suas derivadas com a consoante mantida, em razão de esta ser pronunciada - no caso, escreve-se no pt-BR "excepcional" e não "excecional", além de "egípcio", e não "egício". Há ainda um caso específico em que se conserva um h etimológico em palavras começadas por "hum" que não existe no Brasil (escrevendo-se "um-"). Isto acontece apenas em palavras como "húmido/úmido", "humidade/umidade" e outras palavras que sejam desta mesma origem.
Numerais. O que em Portugal significa "mil milhões" no Brasil significa "bilhões". Além disso escreve-se em pt-PT Catorze, dezasseis, dezassete e dezanove para o que se escreve em pt-BR quatorze (também catorze), dezesseis, dezessete e dezenove.
Nacionalidades e lugares. Alguém que nasceu na Polónia é chamado de "polaco" em Portugal e de "polonês" ou de "polaco" no Brasil. O mesmo vale para "israelita", "canadiano" e "palestiniano" (em pt-PT), que no Brasil se designam como "israelense" ("israelita" no pt-BR é quem professa a religião judaica ou israelita), "canadense" e "palestino", respectivamente. E "Médio Oriente", em pt-PT, é escrito no Brasil como "Oriente Médio", assim como "Singapura", "Jugoslávia" (actual Sérvia e Montenegro) e "Vietname" em pt-PT, são escritos "Cingapura", "Iugoslávia" e "Vietnã" em pt-BR.
Siglas. A "SIDA" lê-se, em ambos pt-BR e pt-PT como "Síndrome da Imonudeficiência Adquirida". No entanto, no Brasil, a leitura da sigla como "AIDS", embora proveniente da sigla em língua inglesa (Acquired Immunodeficiency Syndrome), é de uso comum e é perfeitamente compreensível em um diálogo. De forma similar, a leitura da sigla "ADN" (ácido desoxirribonucléico) é igual em ambos os países, embora ao menos no Brasil também seja de uso comum a forma inglesa, "DNA". Ocorre o inverso com a sigla da Organização do Tratado do Atlántico Norte, cuja sigla é preferida no original em inglês (NATO) no pt-PT e traduzida para sua equivalente em português (OTAN) no pt-BR.
Uso do trema no Brasil. As sílabas "qüe", "güe", "güi" são usadas no Brasil para indicar que o "u" é lido, mas não em Portugal e África (escreve-se simplesmente "que", "gue" ou "gui"), apesar de ser lido da mesma forma. Exemplo: pt-BR "agüentar", "freqüente", pt-PT "aguentar", "frequente". É fundamental observar que a regra brasileira determina o uso do trema, mas ela não é seguida por muitos. Há até veículos de comunicação que aboliram por si próprios o sinal (p. ex.: Revista IstoÉ, por exemplo). O acordo ortográfico de 1990, que talvez seja adoptado em breve, prevê a completa abolição do trema na escrita do português.
Variações de léxico e sinalização. As placas de trânsito que indicam parada/paragem obrigatória são escritas, em Portugal, como no inglês "STOP", enquanto no Brasil são escritas como "PARE". "Caminhonete" (ou também "Camioneta" ou "Perua"), em pt-BR, significa, em pt-PT, "carrinha" ou "camioneta". "Sedã" em pt-BR equivale à denominação "berlina" em pt-PT; "Ônibus", em pt-BR, equivale a "autocarro" em pt-PT. "Equipe", "console", "tela", "câncer" e "terremoto", em pt-BR, significam "equipa", "consola", "ecrã", "cancro" e "terramoto" em pt-PT, respectivamente.
Acentuação variável. Devido à pronúncia padrão de cada país, as vogais "o" e "e" antes das consoantes nasais "m" e "n", quando tônicas, são fechadas no Brasil e abertas em Portugal e África. Ex. pt-BR "Mônica", "Antônio" e "econômico", pt-PT "Mónica", "António" e "económico". No Brasil, as palavras terminadas em "éia" têm o "é" do ditongo "ei" acentuado, mas não no português escrito na África e Portugal. Assim, escreve-se "Assembléia" e "Européia" no pt-BR e "Assembleia" e "Europeia" em Portugal. Também no Brasil utiliza-se o acento circunflexo no penúltimo o (fechado) do hiato oo: "vôo", "enjôo", "abençôo", "perdôo", etc. Em Portugal: "voo", "enjoo", "abençoo", "perdoo".
Significados diferentes. Algumas palavras têm significados diferentes nos dois países. Alguns exemplos:
No Brasil, "puto" é uma gíria para prostituto no sentido pejorativo, e em Portugal significa apenas uma criança do sexo masculino.
Em Portugal, "bicha" pode ser o que os brasileiros entendem por "fila", muito embora a palavra também tenha o significado brasileiro de homossexual.
No Brasil, "banheiro" é o que em Portugal se chama "casa de banho"; em algumas zonas de Portugal, "banheiro" é o que os brasileiros chamam de "salva-vidas" ou "guarda-vidas". "Salva-vidas" também é usado em Portugal.
Datas. No Brasil, os meses são escritos com letras minúsculas (janeiro, fevereiro, etc.) e o primeiro dia de cada mês recebe uma menção especial como em 1º de abril. Em Portugal, meses com letra maiúscula e sem diferença entre primeiro dia do mês e os outros (ex. 1 de Março).
Novos Países e cidades do mundo. Devido ao português não ter tido gestão centralizada, alguns novos países têm nomes um pouco diferentes nas duas versões. Em relação aos países de língua árabe, em Portugal e África optou-se pela forma tradicional de tradução em que "an" torna-se "ão". No Brasil, no entanto, a terminação "an" é adaptada diretamente à fonética da língua portuguesa, em que "an", lê-se e torna-se "ã". Exemplos, pt-PT: "A capital do Irão é Teerão"; pt-BR: "A capital do Irã é Teerã". No entanto, há excepções e no Brasil certas localidades/países ficam na forma tradicional igual à de todos os demais países, exemplos: "Paquistão" e "Afeganistão".
×

この広告は1年以上新しい記事の投稿がないブログに表示されております。